“Num momento de profunda instabilidade que atravessamos, levamos a rádio ainda para mais perto das pessoas, na necessidade de informar a urgência destes dias (...), no imperativo de explicar o mundo”, afirma Domingos de Andrade, para quem o caminho passa por posicionar esta estação como uma emissora onde os ouvintes “encontram um olhar pluralista”.