Segundo o Observador  - que cita, neste caso, a Bloomberg -  “com um mercado estagnado a nível de gadgets — computadores, iPhone, iPad e Apple Watch–, esta poderá ser a forma encontrada por Tim Cook para que a Apple se transforme num provedor de serviços digitais líder no mercado e expanda a área de vendas. Os rumores sobre estes serviços estão a ser noticiados há semanas”. (...) 

A Apple News é hoje responsável pela leitura de cinco mil milhões de artigos por mês, “tornando-se na maior aplicação de notícias do mundo”  - afirma Tim Cook. 

O presidente de aplicações da Apple, Wyatt Mitchell, revela que os conteúdos disponibilizados pelas revistas serão preparados especificamente para a Apple News+, com capas em vídeos, infogramas e índices interactivos. 

“O design é uma parte tão importante das revistas que queríamos dar a cada revista a possibilidade de mostrar a sua própria essência”  - explica Wyatt Mitchell, mostrando como o formato dos artigos se altera dependo do dispositivo, do ecrã de um iPhone para o de um iPad. “É a melhor ferramenta de leitura de revistas de sempre” – diz. 

“Roger Rosner explica que no Apple News os anunciantes não poderão seguir os hábitos de leitura dos utilizadores, e que os serviços de recomendações serão desenvolvidos. A subscrição individual custaria 8 mil dólares por ano. O Apple News+ custa 9,99 dólares por mês, podendo ser partilhado com toda a família sem custos adicionais.” (...) 


Mais informação no Observador