O CPI – Clube Português de Imprensa voltou a participar no Prémio  Europeu Helena Vaz da Silva para a Divulgação do Património Cultural 2018,  instituído em 2013 pelo Centro Nacional de Cultura,  em cooperação com a Europa Nostra, a principal organização europeia de defesa do património,  que o CNC representa em Portugal.

 

O Prémio foi atribuído, este ano,  à historiadora inglesa Bettany Hughes, por um júri integrado por Maria Calado, em representação do CNC, e por João David Nunes, em nome do CPI, conforme se refere desenvolvidamente noutro espaço deste site.

 

Ao associar-se a este Prémio,  justa homenagem  à  memória de Helena Vaz da Silva -   jornalista , escritora, activista cultural e política -, e à sua notável contribuição para a divulgação do património cultural e dos ideais europeus, o CPI teve em vista, ainda, dar público testemunho da sua identificação com esses valores, que estiveram  na génese do projecto.

 

Pioneiro no lançamento de Prémios de Jornalismo em Portugal, o CPI  celebrou igualmente,  no ano passado, uma parceria com o Jornal A Tribuna de Macau no sentido de  lançar  um novo  Prémio consagrado à   Lusofonia, com incidência   em Macau.

 

São iniciativas em que este Clube se reconhece e que constituem, uma enorme mais-valia para uma instituição fundada em 1980 e que, desde então,  tem pugnado pela valorização do jornalismo e dos jornalistas, num tempo  tão  incerto  como  imprevisível.