Como tal, desde Março que a RT tem apostado na partilha de conteúdos através das redes sociais, o que resultou num aumento das interacções de uma das suas páginas Facebook, a RT en Español. 


Este crescimento continuou mesmo depois de a empresa de Mark Zuckerberg anunciar um esforço acrescido para a eliminação de notícias falsas.


Já no Twitter, os conteúdos da RT e da Sputnik estão a ser partilhados por políticos russos, e por um exército de desinformadores, que conseguem impulsionar a visibilidade dos artigos.


Com isto, a popularidade da RT ultrapassou  a de várias fontes de notícias locais, bem como empresas noticiosas internacionais, incluindo a BBC e a CNN.