Ahmed acrescentou, ainda que “agir de acordo com a percepção do público jovem poderá ajudar a atrair os consumidores que evitam cada vez mais as notícias”, um dado que foi reforçado pelo Relatório de Notícias Digitais deste ano, do Reuters Institute.    Uma outra mudança implementada neste projecto foi a opção de o público poder fazer doações através do website do TNM. Este método não é novo no mundo digital, sendo já observado no YouTube, TikTok e Twitch, plataformas muito utilizadas pela Geração Z, pelo que Ahmed considerou adoptá-lo no seu projecto. O cofundador do TNM destacou que é necessário que o jornalismo chegue a grandes audiências, sendo, por isso, uma das suas prioridades relacionar-se com as mesmas redes sociais que o seu público usufrui. Estas podem ser utilizadas para oferecer mais notícias e informações e, tendo em conta que a desinformação é ainda mais persistente nestas plataformas, é importante apoiá-las e guiar o seu público na direcção das notícias confiáveis. Um dos desenvolvimentos recentes mais significativos no The News Movement foi a sua parceria com a Associated Press e a National World, o que contribuirá para alcançar novos públicos.