Segundo este estudo, embora os sites ou aplicações ligadas a jornais continem a ser as fontes online preferidas pelos franceses, já as redes sociais parecem experimentar uma ligeira baixa e não são agora escolhidas senão por 18% dos leitores, quando se trata de buscar informação na Internet.

 

No entanto, embora a credibilidade dos media esteja em recuperação, a falta de interesse pela actualidade está a bater no seu ponto mais baixo: apenas 62% dos franceses admitem seguir com interesse as notícias, enquanto há três anos eram 76%.

 

Esta quebra de interesse aplica-se principalmente à faixa etária dos 18 aos 24 anos: só 49% dizem seguir as notícias publicadas nos meios de comunicação. São também eles que se distanciam dessa recuperação de confiança nos media tradicionais: 56% afirmam não confiar nos jornais e 49% não consideram a rádio um meio fiável.

 

Mais informação em La Croix e o estudo na Kantar Sofres, cuja imagem também incluímos