Esta notícia é adiantada pelo Correio da Manhã, que parte do facto de não ter ainda sido convocado “o acto de eleição dos quatro elementos definidos pelo Parlamento, que nos próximos tempos vai estar dedicado praticamente em exclusivo à discussão do Orçamento do Estado para 2017”.

 

Como este documento vai ser entregue a 14 de Outubro, estando a votação final agendada para 29 de Novembro, “só a partir dessa data os deputados se vão debruçar sobre outros assuntos, como a definição dos elementos da ERC indicados pelo Parlamento. Depois de aprovados, os quatro membros têm de se reunir e cooptar um quinto. Depois, elegem entre si o novo presidente. Ou seja, todo este processo deverá levar a que a entrada em funções do novo CR só aconteça em Dezembro”.

 

Mais informação no Correio da Manhã e no site da ERC