Além disso, os jornalistas de investigação são, frequentemente, alvo das autoridades. Isto é, especialmente, comum quando as reportagens tratam de corrupção ou de desporto.


Em 2020, o Gana posicionou-se em 30º lugar, no Índice de Liberdade de Imprensa dos RSF, entre um total de 180 países.