Recorde-se que o  Orçamento do Estado para 2021 prevê uma indemnização compensatória de 12,8 milhões.


No entanto, o Estado e a agência Lusa ainda não assinaram um novo contrato-promessa, pelo que – tal como no ano passado – a solução poderá passar por uma resolução do Conselho de Ministros