O Correio da Manhã continua a liderar entre os diários generalistas, com uma audiência média de 13.6 %, que corresponde a mais de um milhão de leitores, mas tendo descido algumas décimas, tanto em relação à primeira vaga deste ano (de Março a Maio) como à do período homólogo de 2014. O Jornal de Notícias baixa uma décima, para os 10.7%, enquanto o Público sobe para os 5.5%, com uma quebra muito ligeira face ao período homólogo do ano passado. O Diário de Notícias desce para os 4%.

Entre os semanários, o Expresso continua a liderar as audiências, apesar de ter descido duas décimas, para os 6.7%, e um pouco mais em relação ao período homólogo de 2014.

O Jornal de Negócios subiu para uma audiência média de 1.9% nesta segunda vaga de 2015, semelhante à do Diário Económico. Mas em termos de visitas aos respectivos sites, medidas entre Janeiro e Novembro, o Jornal de Negócios lidera claramente, com 53.8 milhões, acima dos 48.4 milhões do Diário Económico e dos 20 milhões do Dinheiro Vivo  -  segundo o ranking Netscope de tráfego Web da Marktest. Mas no mês de Novembro o número de visitas ao site do Diário Económico foi de sete milhões, ao Jornal de Negócios de cinco milhões e ao Dinheiro Vivo pouco abaixo dos dois milhões e meio.

Regista-se uma quebra na Imprensa desportiva, com o Record mantendo a liderança com 8.5% de audiência média, acima de A Bola, com 7.8%, mas ambos descendo um pouco, tanto em relação à primeira vaga como ao período homólogo do ano passado. Nas visitas aos respectivos sites, é A Bola que passa à frente em Novembro, com 30.5 milhões, tendo o Record 22.2 e O Jogo 8.3.

A novidade desta vaga do Bareme Imprensa da Marktest é a primeira audiência registada da revista feminina Cristina, com uma média de 3.2%, acima da Activa, que desceu para 2.3%.