O Porto Cartoon homenageia, também, nesta exposição, Amália Rodrigues e Woody Allen.

Em ambas as categorias, o primeiro prémio ficou em Portugal: António Santos, Santiagu, de nome artístico, com uma caricatura sobre a fadista portuguesa, e Pedro Silva, ao desenhar o cineasta dos EUA.

Georges Wolinski, cartoonista do Charlie Hebdo assassinado em 2015, em Paris, e que durante uma década tinha sido presidente do Júri, foi homenageado como presidente Honorário do evento, no qual foram escolhidas obras oriundas de quatro continentes (só a Oceânia não esteve presente).