Segunda-feira, 24 de Fevereiro, 2020

  

Jornal “ABC” lança “paywall” para artigos de opinião

Media Galeria

O jornal “ABC” vai incorporar o sistema de “paywall”, entre Abril e Junho, nos artigos de opinião. Ao intervir no Novo Fórum de Comunicação, Bieito Rubido, director do jornal, garantiu que “o pagamento é irreversível”, embora  “a subcultura, totalmente gratuita” tenha dificultado o processo.

Numa altura em que o sector está envolvido numa transformação digital sem precedentes, o director da “ABC” reiterou, ainda, que um dos maiores desafios que se colocam à imprensa tradicional é o de conseguir transformar-se em grandes plataformas “online”, oferecendo todo o tipo de serviços, "desde informação ao entretenimento”.


Lei polémica em debate na Assembleia francesa

Mundo Galeria

A lei contra o ódio “online” voltou a ser debatida na Assembleia Nacional francesa. No mês passado, o Senado aprovou o diploma, mas vetou a alínea que previa a remoção de conteúdos considerados ilegais, no prazo de 24 horas, em nome da liberdade de expressão. A nova leitura reintroduziu a medida, que promete uma multa de 250 mil euros em caso de incumprimento.

Esta medida visa, principalmente, mensagens de ódio quanto à orientação sexual, deficiências ou religião, que devem ser removidas em 24 horas, após intimação governamental. O conteúdo de terroristas e pedófilos deve ser removido no prazo de uma hora.


Director demissionário da BBC deixa desafios em aberto

Media Galeria

A BBC vai perder o aseu actual director-geral, no próximo Verão, como referimos noutra informação, após quase sete anos naquele cargo.

O director demissionário, Tony Hall, considerou justo que o seu sucessor esteja em funções antes do processo de mudança estatutária, cuja revisão está prevista para 2022.

A BBC já sobreviveu a várias crises, mas a combinação de um governo hostil e de um público envelhecido deixam ao sucessor de Hall desafios excepcionalmente difíceis.

O Ofcom – o regulador audiovisual britânico, considera que a BBC deve trabalhar no sentido de diversificar os conteúdos, para atrair um público mais jovem. No ano passado, um relatório do Ofcom revelou que menos de metade dos britânicos, de 16 a 24 anos, assistia à  BBC . Além disso, os telespectadores mais jovens tinham o dobro da probabilidade de assistir a programas da BBC na Netflix do que no serviço iPlayer da própria estação.

Relatório dos RSF regista menos jornalistas assassinados

Actualidade Galeria

Foi divulgado o relatório anual dos RSF – Repórteres Sem Fronteiras,  que faz um balanço dos jornalista víctimas de violência, em todo o mundo. Verificou-se que o número de profissionais assassinados baixou para 49, inferior à média registada nos últimos 16 anos. Tal facto é atribuído, em primeiro análise, à diminuição do número de jornalistas mortos nos conflitos armados no Iémen, Síria e Afeganistão.

O número de jornalistas presos aumentou , contudo, 12% em relação a 2018 e o de repórteres mortos em países considerados pacíficos continua igualmente alto. “Quase metade dos jornalistas estão detidos em apenas três países: China, Egipto e Arábia Saudita. Só a China, que intensificou a sua repressão contra a minoria uigure, detém um terço dos detidos”, denunciou a organização não-governamental.

Macron defende ética dos “media" contra desinformação

Media Galeria

Ao discursar à imprensa, Emmanuel Macron reafirmou o desejo de "uma forma de regulação" dos “media” para combater a desinformação. "Estamos a ser, colectivamente,confrontados com uma luta contra a falsa informação e as notícias falsas” e devemos "distinguir entre os que são jornalistas e os que não o são".

Nesse sentido, o chefe do Estado francês defendeu o novo conselho de Ética dos Media, criado no final do ano passado, a seu pedido, mas boicotado pela maioria dos principais meios de imprensa. Macron assegurou que este mecanismo tem como objectivo assegurar o jornalismo fidedigno, não constituíndo uma ameaça para a profissão.

“Le Monde” edita revista anual

Media Galeria

O "Le Monde" publica, este mês, a edição especial anual, preparada pelos correspondentes do jornal e pela redacção, que oferece um panorama geopolítico, económico e ecológico do ano passado.

Esta edição especial , de 218 páginas, contém um resumo dos principais eventos de 2019, nos 198 países do mundo e às três secções - Internacional, França e Planeta – acrescentou-se um portfólio de 27 fotografias noticiosas e 15 páginas de opinião.

Nesta publicação, a equipa do “Le Monde” focou, principalmente, os movimentos sociais.

Anunciada a demissão do director-geral da BBC

Media Galeria

O director-geral da BBC, Tony Hall, demitiu-se na ressaca das recriminações do primeiro-ministro, Boris Johnson, que acusou aquele operador público de falta de objectividade.

 Tony Hall comunicou a sua intenção de renunciar ao cargo no próximo Verão, por carta aos colaboradores da BBC.

Detidos agressores de jornalista mexicana

Mundo Galeria

O ex-procurador-geral no estado de Puebla, Juan Sánchez Moreno, foi condenado a prisão efectiva por ter torturado a jornalista mexicana Lydia Cacho, em 2005.

 Esta não é a primeira condenação do caso. Em Outubro de 2017, foi decidido que José Montaño, ex-comandante da delegacia de Puebla, deverá cumprir uma pena de prisão. Em Agosto do ano passado, não obstante uma ordem de detenção contra o ex-governador daquele Estado, este não chegou a ser capturado.


« ... 4  5  6  7  8  9  10  11  12  ... »
  
PESQUISA AVANÇADA
PESQUISAR POR DATA
PESQUISAR POR CATEGORIA
PESQUISAR POR PALAVRA-CHAVE

O Clube


Três jornais açorianos celebram este ano aniversários redondos. O Diário dos Açores completa século e meio de existência , o que é marcante. O Jornal dos Açores perfaz cem anos, outra vitória sobre o tempo. E o Açoriano Oriental , chega aos 185 anos , uma longevidade qualificada , que o coloca entre os diários mais antigos em publicação. A todos o Clube Português de Imprensa felicita , pela resistência e pelo mérito , numa época em que floresce a falta de memória nas redações. E associa-se neste site às respectivas efemérides.
Houve tempo em que os jornais se felicitavam com júbilo, e parabenizavam os concorrentes aniversariantes. Tempos idos. Agora , ignoram-se como se houvesse um deserto à volta de cada um.
Ser diário centenário num arquipélago de pouca gente, de onde tantos emigraram, e sobreviver em confronto com a agressividade da Internet e dos audiovisuais , é proeza de vulto.
São uma lição que merece relevo, cheia de ensinamentos para outros que desistiram antes de tempo.

ver mais >
Opinião
Neste primeiro semestre, três jornais açorianos comemoram uma longevidade assinalável. Conforme se regista noutros espaços deste site, o Diário dos Açores acabou de completar século e meio de existência;  em Abril, será a vez do Açoriano Oriental,  o mais antigo, soprar 185 velas; e, finalmente em Maio, o Correio dos Açores alcança o seu primeiro centenário. Em tempo de crise na Imprensa,...
O volume de investimento publicitário na imprensa tem estado em queda, mas vários estudos indicam que os leitores de jornais e revistas continuam a ser influenciados pela publicidade que encontram nas páginas das publicações que consomem regularmente. Por outro lado a análise dos dados do mais recente estudo Bareme Impresa, da Marktest, revela que os indivíduos da classe alta têm níveis de audiência de imprensa 40% acima dos...
Graves ameaças à BBC News
Francisco Sarsfield Cabral
A BBC é, provavelmente, a referência mundial mais importante do jornalismo. Foi uma rádio muito ouvida em Portugal no tempo da ditadura, para conhecer notícias que a censura não deixava publicar. E mesmo depois do 25 de Abril, durante o chamado PREC (processo revolucionário em curso) também o recurso à BBC News por vezes dava jeito para obter uma informação não distorcida por ideologias políticas.Ora a BBC News...