Quarta-feira, 19 de Junho, 2019

  

Kevin Ho confirma despedimentos na Global Media

Media Galeria

O empresário chinês Kevin Ho, accionista com uma posição de 30% no capital do Global Media Group, confirmou, em declarações à Televisão de Macau, que o mesmo vai ser sujeito a uma “reestruturação” que passa por “despedir algumas pessoas”.
Este processo já terá sido aprovado pelo Conselho de Administração e viabilizado pela banca, segundo a M&P.

Kevin Ho, que entrou no capital do Global Media Group em 2017, através do grupo macaense KNJ, com um investimento de 15 milhões de euros, reconhece esta possibilidade no contexto de uma “reestruturação de toda a empresa”, com mobilidade laboral entre departamentos e empresas do Grupo.

Lusa quer reduzir subsídios... por causa dos passes

Media Galeria

A administração da Agência Lusa decidiu cortar em cerca de metade o subsídio de transporte de 69,65 euros atribuído aos trabalhadores da empresa, por motivo da recente redução dos passes nas Áreas Metropolitanas de Lisboa e do Porto  - mas suspendeu essa medida, pelo menos durante o mês de Abril.

Segundo o Público, que aqui citamos, o referido subsídio continuará a ter aquele montante, “enquanto decorrerem as negociações” entre os sindicatos e a administração.
Um comunicado da comissão de trabalhadores criticava a forma como a decisão foi anunciada, "já depois de consumada" e "sem negociação".

"L'Express" em fase de transformação editorial

Media Galeria

Depois de ter adquirido o semanário L’Express ao Grupo Altice, de Patrick Drahi, e antes de assumir oficialmente as funções de seu proprietário, em Maio deste ano, Alain Weil tem estado a constituir a nova equipa editorial. Continuará a ser chefe da redacção a jornalista Anne Rosencher, que ocupa este posto desde finais de 2016, tendo recebido a missão de constituir uma fórmula “disruptiva” para o jornal.

Segundo Le Journal du Dimanche, a venda de L’Express decorreu num contexto de tensões para o semanário criado por Jean-Jacques Servan-Schreiber, que tinha caído para uma circulação de 256.994 exemplares (-13,5%), e com perdas, em 2018, de uma quinzena de milhões de euros.

Jornais e TVs perdem publicidade em Espanha

Media Galeria

O investimento publicitário nos meios de comunicação espanhóis abrandou, no seu conjunto, durante o primeiro trimestre de 2019, se contarmos a queda na televisão e nos jornais, em comparação com uma subida de 8,76% nos meios digitais e de 7,88% nas redes sociais.

O valor total do investimento nos media foi de 1.020,8 milhões de euros, o que significa uma subida de apenas 0,58% em relação aos 1.014,9 milhões do mesmo período no ano passado.

Esta transferência da publicidade leva a consultora Media HotLine  a calcular que poderá, em todo o ano de 2019, crescer 0,69%, desde que se concentre nos referidos meios digitais e nas redes.

"WhatsApp" é popular entre os maiores de 65 anos

Media Galeria

A grande maioria (quase 83%) dos que têm mais de 65 anos é constituída por utilizadores do WhatsApp, considerada talvez a mais popular rede social; e fazem-no pelo telemóvel, mesmo que metade só a partir de casa. A informação é de um estudo da Universitat Oberta de Catalunya, que acrescenta outros pormenores: adoptaram o WhatsApp porque quase todos os seus familiares e amigos próximos já lá estão, e chegam a consultar ou contactar a rede 17 vezes por dia.

Estes séniores consideram-na mais segura do que outras redes e são também aliciados pelo facto de não implicar mais despesa do que a tarifa de dados já contratada, possibilitando ainda chamadas de voz.

Prensa Ibérica fecha a compra do Grupo Zeta

Media Galeria

O Grupo Prensa Ibérica Media concluíu a aquisição do Grupo Zeta, tendo o acordo sido assinado pelos seus presidentes, respectivamente Javier Moll e Antonio Asensio. O novo grupo agora constituído terá uma facturação de perto de 310 milhões de euros, ficando em sétimo lugar a seguir aos grandes grupos espanhóis Planeta, Imagina Media, Prisa, Atresmedia, Mediaset e Vocento.

Segundo a Digimedios  - que aqui citamos da APM -  em termos da circulação da Imprensa diária de informação generalista, esta operação permite à Prensa Ibérica (com os seus 233.740 exemplares) aproximar-se da concorrente Vocento (com 306.573).

A operação terá ainda de ser confirmada pela CNMC – Comisión Nacional de los Mercados y de la Competencia.

"Le Monde" progride em resultados e em assinantes

Media Galeria

O Grupo Le Monde divulgou as suas contas do ano findo, declarando um resultado operacional (ebitda) de 11,6 milhões de euros, e um resultado líquido  - positivo pelo terceiro ano consecutivo -  de 14,6 milhões, em clara progressão relativamente ao de 2017. Estes números são explicados, em primeiro lugar, pela alienação do terreno da impressora de Ivry, que contribuíu para uma baixa significativa da dívida do Grupo, de 56 milhões para 38 milhões de euros.

Segundo um texto  - invulgarmente assinado em conjunto pelo director de Le Monde, Jérôme Fenoglio, e pelo presidente do Grupo, Louis Dreyfus -  a repartição do volume de negócios é conforme à prioridade atribuída aos leitores, com as receitas de circulação representando 68% do total. O número dos assinantes digitais subiu 18%, contando Le Monde, no final de 2018, com cerca de 260 mil, somando os da edição digital com os da impressa.

Outra baixa na Global Media com demissão do CEO

Media Galeria

O presidente executivo da Global Media, Victor Ribeiro, apresentou a demissão do seu cargo, como informa um comunicado aos trabalhadores das empresas do Grupo  - o Diário de Notícias, Jornal de Notícias, a TSF e O Jogo. O texto, assinado pelo presidente do Conselho de Administração, Daniel Proença de Carvalho, acrescenta que “Victor Ribeiro apresentou a sua renúncia de Presidente da Comissão Executiva da Global Media Group para ir abraçar um novo desafio profissional”.

Como recorda o Observador, que aqui citamos, “a saída de Victor Ribeiro surge menos de dois meses depois de o Expresso ter noticiado que o Grupo ia avançar de novo para um despedimento colectivo que podia eliminar até 100 postos de trabalho. Esse mesmo despedimento estaria apenas dependente da luz verde da banca”.

 

« ... 2  3  4  5  6  7  8  9  10  ... »
  
PESQUISA AVANÇADA
PESQUISAR POR DATA
PESQUISAR POR CATEGORIA
PESQUISAR POR PALAVRA-CHAVE

O Clube


Lançado em Novembro de 2015, este site tem vindo a conquistar uma audiência crescente, traduzida no número de visitantes e de sessões e do tempo médio despendido. É reconfortante e  encorajador, para um projecto concebido para ser um espaço de informação e de reflexão sobre os problemas que se colocam, de uma forma cada vez mais aguda, ao jornalismo e aos  media.

Observa-se , aliás, ressalvadas as excepções , que a problemática dos media , desde a precariedade  dos seus quadros às incertezas do futuro -  quer no plano tecnológico  quer no editorial - , raramente  constitui  tema de debate  nas páginas dos jornais, e menos ainda nas  suas versões  online ou nos audiovisuais. É um assunto quase tabú.


ver mais >
Opinião
Sejam de direita ou de esquerda, há uma verdadeira inflação de políticos no activo - ou supostamente retirados - ,  “vestidos” de comentadores residentes nas televisões, com farto proveito. Alguns deles acumulam mesmo os “plateaux” com os microfones  da rádio ou as colunas de jornais, demonstrando  uma invejável capacidade de desdobramento. O objectivo comum a todos é, naturalmente,  pastorearem...
Ao longo do último ano os jornais britânicos The Times e The Sunday Times têm desenvolvido esforços consideráveis para conseguir manter os assinantes digitais que foram angariando ao longo do tempo. A renovação das assinaturas digitais é uma das crónicas dores de cabeça que os editores de publicações enfrentam, tanto mais que estudos recentes comprovam que uma sólida base de assinantes e leitores...
“Fake news”, ontem e hoje
Francisco Sarsfield Cabral
Lançar notícias falsas sobre adversários políticos ou outros existe há séculos. Mas a internet deu às mentiras uma capacidade de difusão nunca antes vista.  Divulgar no espaço público notícias falsas (“fake news”) é hoje um problema que, com razão, preocupa muita gente. Mas não se pode considerar que este seja um problema novo. Claro que a internet e as redes sociais proporcionam...