Quarta-feira, 19 de Junho, 2019

  

Bolsas de Investigação Jornalística instituídas pela Gulbenkian

Media Galeria

Um financiamento global de 150 mil euros, volta a ser destinado pela Fundação Calouste Gulbenkian para apoio de Bolsas de Investigação Jornalística. As candidaturas podem ser apresentadas a partir do próximo dia 1 de Junho.

Recorde-se que, tal como na primeira edição o objectivo desta Bolsa será reparti-lo por 10 projectos de investigação jornalística.

A propósito, Isabel Mota, presidente daquela Fundação disse que “o jornalismo de qualidade é vital para uma sociedade democrática esclarecida pelo que acreditamos neste projecto e vamos dar-lhe continuidade este ano”, sublinhando que “o apoio ao jornalismo de investigação nos beneficia a todos” e que “uma sociedade mais informada poderá construir um futuro melhor”.

New York Times passa os 3,5 milhões de assinantes digitais

Media Galeria

Uma estratégia bem articulada de conquista de assinantes, com ofertas especiais e promoção de novos produtos editoriais, está a ser muito bem sucedida em The New York Times, que ganhou mais 223 mil assinantes digitais no primeiro trimestre de 2019, chegando agora aos três milhões e meio. É uma subida de 29% em relação ao período homólogo, de 2018, e são mais cem mil do que no trimestre anterior.

Somando a estes os da edição impressa, o jornal conta hoje com quatro milhões e meio de leitores contribuintes e quer chegar aos dez milhões em 2025, o que conseguirá se mantiver uma média de mais 200 mil por trimestre durante cinco anos seguidos.

A mais recente novidade temática é um site denominado Parenting, orientado para tudo o que diga respeito à família e à educação. É gratuito, por enquanto, mas o leitor tem de criar uma conta para lhe ter acesso. A médio prazo, será pago, como o Crosswords (de palavras cruzadas) e o Cooking (de receitas)  -  dois casos de sucesso já confirmado.

Media espanhóis descuram transparência...

Media Galeria

Nenhum dos 21 grupos de media espanhóis verificados por um estudo recente da Fundación Compromiso y Transparencia conseguiu receber a qualificação de “transparente”. Os que ficaram mais perto foram a Atresmedia e a Prisa, com apenas 18 e 17 pontos (numa escala em que o mínimo para este efeito seria de 24 num total de 38 pontos). E entre todas as empresas cotadas, o Grupo Unidad Editorial  foi mesmo classificado como “opaco”.

A presidente da FCT, María López Escorial, conclui que “as nossas empresas de comunicação, tanto as cotadas como as não cotadas, estão muito longe de cumprir as práticas mínimas de transparência e bom governo que lhes permitam gerir adequadamente os riscos que podem afectar a sua credibilidade e independência editorial”.

A informação é da Asociación de la Prensa de Madrid, com a qual mantemos um acordo de parceria.

... e jornalistas aprendem Segurança e Defesa

Media Galeria

Foram inauguradas pela Ministra da Defesa de Espanha, Margarita Robles, as primeiras Jornadas de Segurança e Defesa destinadas a profissionais dos meios de comunicação, uma iniciativa de formação organizada pela APM - Asociación de la Prensa de Madrid e pelo Centro Superior de Estudios de la Defensa Nacional, em cuja sede decorrem os trabalhos.

Margarita Robles destacou a contribuição deste curso para “um jornalismo sério, rigoroso e de profundidade sobre a acção das Forças Armadas” e cumprimentou a presidente da APM pela iniciativa, que lhe pareceu de imediato “uma ideia estupenda”.

Por seu lado, Victoria Prego lembrou que, embora “o prestígio das Forças Armadas esteja agora no topo da tabela da opinião pública, ao mesmo tempo esta mostra um grande desconhecimento sobre as Forças Armadas”.  Informação no site da APM, com a qual mantemos um acordo de parceria.

Libertados finalmente jornalistas da Reuters no Myanmar

Media Galeria

Os dois jornalistas da Reuters que continuavam detidos no Myanmar (a antiga Birmânia), condenados a sete anos de prisão por alegada violação da lei do segredo de Estado, foram finalmente libertados por indulto presidencial.

Wa Lone, de 33 anos anos, e Kyaw Soe Oo, de 29, estavam presos desde Dezembro de 2017, tendo sido condenados em Setembro do ano passado. O motivo relaciona-se com a investigação que faziam sobre o assassínio de uma dezena de homens e rapazes muçulmanos rohingya por forças de segurança e civis budistas do estado de Rakhine, durante uma operação militar iniciada em Agosto de 2017.

Segundo o Expresso, que aqui citamos, a peça que os dois jornalistas assinaram, contendo depoimentos dos agressores, testemunhas e familiares das vítimas, recebeu o Prémio Pulitzer de reportegans internacionais em Abril.

Liberdade de opinião ameaçada pela "lei da selva"

Media Galeria

O jornalismo é sempre alvo de críticas, pressões, intimidação e agressões, o que sucede tanto em regimes autoritários como em democracia  - neste caso na forma de uma desconfiança crescente por parte do público, sobre um pano de fundo de tendências extremistas e de alteração do modelo económico dos media.

Mais de trinta anos depois da sua criação, a ONG Repórteres sem Fronteiras procura adaptar o seu combate a estas novas realidades. Em entrevista ao diário Le Monde, o seu secretário-geral, Christophe Deloire, fala das ameaças que pesam sobre a liberdade de expressão, identificando três:

Em primeiro lugar, as prisões visíveis, que podem vir dos Estados ou de grupos no interior da sociedade, incluindo extremistas religiosos, mafiosos ou de outra natureza. Em segundo, as prisões invisíveis  - as do dinheiro, da tecnologia ou da própria lei.

“Finalmente  - como afirma -  temos de temer a lei da selva, porque as garantias em vigor, em defesa da Informação e liberdade de opinião, estão em risco de estalar, por efeito da digitalização e da globalização.”

World Press Cartoon apresenta-se em Caldas da Rainha

Media Galeria

Uma caricatura de Bashar al-Assad, realizada por um casal de cartoonistas espanhóis, venceu o Grande Prémio, na categoria Desenho, da 14ª edição do World Press Cartoon. O trabalho de Javier Carbajo e Sara Rojo fora publicado, em Abril de 2018, no jornal ABC, em Espanha.

É também de um espanhol, e na mesma categoria de Desenho, o segundo prémio, sobre Angela Merkel, criado por Joaquín Aldeguer e publicado na revista El Jueves. O terceiro prémio foi para “Martin Luther King”, do cartoonista brasileiro Cau Gomez, publicado em Le Monde Diplomatique.

Segundo o cartoonista português António, director do certame  -  cujos trabalhos estão expostos no Centro Cultural e de Congressos das Caldas da Rainha -  as obras premiadas reflectem "a grande qualidade dos desenhos avaliados e a confluência das opiniões dos cinco elementos do júri" que nesta edição escolheram "trabalhos com uma carga dramática menos evidente que nas duas edições anteriores".

... e fotos da "World Press Photo" expostas em Lisboa

Media Galeria

A exposição com as imagens vencedoras do World Press Photo 2019 fica aberta ao público, até 19 de Maio, no espaço do antigo Picadeiro do Colégio dos Nobres, do Museu Nacional de História Nacional e da Ciência, na rua da Escola Politécnica, ao Príncipe Real, em Lisboa.

Esta apresentação das 140 fotografias vencedoras da 62ª edição do famoso concurso internacional de fotojornalismo é organizada pela revista Visão, em parceria com a Fundação World Press Photo.

Entre os trabalhos premiados está a imagem do fotojornalista português Mário Cruz, premiado na categoria Ambiente, com o título Living Among What’s Left Behind (“Viver entre o que foi deixado para trás”), resultado de um projecto sobre comunidades de Manila, nas Filipinas, que vivem sem saneamento e rodeadas de lixo  -   mostrando uma criança que recolhe materiais recicláveis, deitada num colchão rodeado por lixo que flutua no rio Pasig, declarado biologicamente morto na década de 1990.

1  2  3  4  5  6  7  8  9  ... »
  
PESQUISA AVANÇADA
PESQUISAR POR DATA
PESQUISAR POR CATEGORIA
PESQUISAR POR PALAVRA-CHAVE

O Clube


Lançado em Novembro de 2015, este site tem vindo a conquistar uma audiência crescente, traduzida no número de visitantes e de sessões e do tempo médio despendido. É reconfortante e  encorajador, para um projecto concebido para ser um espaço de informação e de reflexão sobre os problemas que se colocam, de uma forma cada vez mais aguda, ao jornalismo e aos  media.

Observa-se , aliás, ressalvadas as excepções , que a problemática dos media , desde a precariedade  dos seus quadros às incertezas do futuro -  quer no plano tecnológico  quer no editorial - , raramente  constitui  tema de debate  nas páginas dos jornais, e menos ainda nas  suas versões  online ou nos audiovisuais. É um assunto quase tabú.


ver mais >
Opinião
Sejam de direita ou de esquerda, há uma verdadeira inflação de políticos no activo - ou supostamente retirados - ,  “vestidos” de comentadores residentes nas televisões, com farto proveito. Alguns deles acumulam mesmo os “plateaux” com os microfones  da rádio ou as colunas de jornais, demonstrando  uma invejável capacidade de desdobramento. O objectivo comum a todos é, naturalmente,  pastorearem...
Ao longo do último ano os jornais britânicos The Times e The Sunday Times têm desenvolvido esforços consideráveis para conseguir manter os assinantes digitais que foram angariando ao longo do tempo. A renovação das assinaturas digitais é uma das crónicas dores de cabeça que os editores de publicações enfrentam, tanto mais que estudos recentes comprovam que uma sólida base de assinantes e leitores...
“Fake news”, ontem e hoje
Francisco Sarsfield Cabral
Lançar notícias falsas sobre adversários políticos ou outros existe há séculos. Mas a internet deu às mentiras uma capacidade de difusão nunca antes vista.  Divulgar no espaço público notícias falsas (“fake news”) é hoje um problema que, com razão, preocupa muita gente. Mas não se pode considerar que este seja um problema novo. Claro que a internet e as redes sociais proporcionam...