Segunda-feira, 19 de Agosto, 2019

  

Jornalistas do "Expresso" aprovam novo Código de Conduta

Media Galeria

O Código de Conduta dos Jornalistas do Expresso, cuja primeira versão data de 2008, foi actualizado, nomeadamente nos seus Artigos 12º  (que se refere ao respeito pela privacidade de personalidades que sejam objecto de notícia)  e 26º (que trata do fenómeno novo das Redes Sociais).

Conforme é declarado no próprio Expresso, que aqui citamos, “por iniciativa da Direcção foi enviado um documento de trabalho ao Conselho de Redacção”:

“Este foi discutido ao longo de várias semanas em sucessivas reuniões, na sequência das quais foi elaborado um documento final com uma proposta que foi disponibilizada à redacção atempadamente para que a pudessem estudar e propor alterações. O documento foi depois amplamente discutido, alterado e votado em três sessões plenárias abertas a todos os elementos da redacção.”

"Canal 11" em emissão regular com mais futebol no ADN...

Media Galeria

Está em emissão contínua, desde as 11h.11 de quinta-feira, 1 de Agosto, o Canal 11, da Federação Portuguesa de Futebol, com Cristiano Ronaldo como “primeiro rosto”, tendo ao seu lado um convidado cujo nome fora reservado como surpresa.  
A transmissão partiu dos estúdios na Cidade do Futebol, em Oeiras, alargando-se a “directos” de outros pontos do País.

O novo canal é dirigido pelo jornalista Nuno Santos, que teve funções directivas na RTP e na SIC, e pode ser acedido pelas três operadoras, Meo, Nos e Vodafone  - mas a FPF sublinha que não será limitado aos ecrãs de televisão, estando também vocacionado para as redes sociais.

Para o primeiro dia de emissão foram programados, como eventos especiais, encontros com personalidades do futebol e do desporto em geral  - com destaque para uma conversa entre o Presidente Marcelo Rebelo de Sousa e Fernando Santos, a partir de Belém;  a entrevista de Vítor Baía ao Presidente da FPF, Fernando Gomes;  e a transmissão em directo do sorteio da Liga BPI, o principal escalão do futebol feminino português.

Grupo Media Capital com gestão no "fio da navalha"

Media Galeria

A Media Capital encerrou o primeiro semestre de 2019 com lucros de 5,9 milhões de euros, passando para terreno positivo depois dos prejuízos do primeiro trimestre, mas registando uma queda de 44% em relação aos 10,5 milhões de euros do período homólogo em 2018.

A evolução negativa neste primeiro semestre deve-se a uma subida de 7% dos gastos operacionais, que chegaram aos 72,1 milhões de euros, incluindo os gastos de reestruturação, que dispararam 94%, para os 686 mil euros.

O desempenho financeiro da Media Capital traduz-se, assim, num EBITDA de 14,2 milhões de euros, que representa uma quebra de 27% em relação aos 19,4 milhões do semestre homólogo em 2018.

Jornalista chinês condenado ao silêncio

Media Galeria

O jornalista chinês Huang Qi, criador do site 64 Tianwang, de denúncia do massacre na Praça Tien an Men e de outras violações dos direitos humanos, foi condenado a doze anos de prisão por “divulgação de segredos de Estado”.  Huang Qi, de 56 anos, tinha sido detido em Novembro de 2016, pouco depois de ter recebido o Prémio Liberdade de Imprensa dos Repórteres sem Fronteiras, precisamente pelo seu testemunho por meio do referido site.
Segundo Le Monde, recebera em 2004 outro Prémio dos RSF, como ciber-dissidente, sendo “o primeiro opositor chinês a cumprir pena por utilizar a Internet para fins políticos”.

Em Dezembro do ano passado, um documento do Gabinete do Alto Comissário das Nações Unidas para os Direitos Humanos, assinado por quatro peritos da instituição, apelava à sua libertação e alertava para as condições de saúde de Huang Qi, que deve ser libertado “antes que seja tarde demais”.

O texto sublinha que o seu estado de saúde vai “deteriorar-se até a um ponto fatal” se ele continuar na prisão, onde é vítima de maus tratos e não tem o devido acompanhamento médico.

Uma revista "New York" sem nada sobre Trump

Media Galeria

A revista norte-americana New York prometeu e cumpriu: a edição de Verão referente ao período de 8 a 21 de Julho, com a imagem de um gelado meio trincado e, no horizonte, do outro lado do rio, a estátua da Liberdade, não tem nenhum artigo sobre o Presidente Trump. Mas não resistiu a fazer disso mesmo o título forte de primeira página:  An entire issue with NOTHING ABOUT TRUMP!

Imagine-se em França  - escreve L’Express, que aqui citamos -  uma Society sem Emmanuel Macron, ou um número da Vanity Fair sem o caso Benalla!

José Eduardo Moniz "despromovido" na TVI

Media Galeria

Na sequência de várias mudanças na estrutura da TVI, depois de Luís Cabral ter sucedido a Rosa Cullell na administração da Media Capital, José Eduardo Moniz, antigo director-geral de Programas e, há vários anos, consultor de Conteúdos de Entretenimento e Ficção daquele canal, foi deslocado para os estúdios da Plural Entertainment,  na Quinta dos Melos, em Bucelas.

Segundo o Correio da Manhã, que divulgou esta informação e é citado por outros meios, “o novo administrador da TVI vai enviar uma pessoa da sua confiança para acompanhar o trabalho de Moniz na produtora de novelas e conteúdos de entretenimento da Media Capital”.

Impresa declara lucros de 3,5 milhões no primeiro semestre

Media Galeria

A Impresa fechou as contas do primeiro semestre com lucros de 3,5 milhões de euros, que representam um crescimento de 38% em relação ao obtido no período homólogo de 2018. Este resultado traduz também uma melhoria face à situação financeira do Grupo no primeiro trimestre, em que se registava um prejuízo na ordem dos 1,2 milhões de euros.

De acordo com o relatório enviado à CMVM, as receitas tiveram um crescimento de 3,2%, para 88,797 milhões de euros (tinham sido 86,1 milhões no primeiro semestre de 2018), em parte por efeito do aumento das receitas de publicidade (+ 1,2%) e das IVR (chamadas de valor acrescentado, com + 11,5%).

A revista "Actualidad Económica" está a chegar ao fim

Media Galeria

A revista espanhola Actualidad Económica, “decana” da Imprensa especializada neste sector, com 60 anos de vida, parece próxima do fim. Não tem data de fecho anunciada, mas Miguel Ormaetxea, editor de Media-tics, declara que, depois do afastamento do seu director Miguel Ángel Belloso, e “diminuída até à inoperância”, se sente na obrigação de “despedir com honras a que foi uma publicação influente com bons e competentes profissionais”:

“E isto precisamente no momento em que precisamos, mais do que nunca, de meios de comunicação, digitais ou impressos, que orientem o público, já não tanto sobre o sobe e desce dos mercados, mas sim sobre as causas profundas que os movem.”

1  2  3  4  5  6  7  8  9  ... »
PESQUISA AVANÇADA
PESQUISAR POR DATA
PESQUISAR POR CATEGORIA
PESQUISAR POR PALAVRA-CHAVE

O Clube

É tempo de férias. E este site do Clube Português de Imprensa (CPI) não foge à regra e volta a respeitar Agosto,  como o mês mais procurado pelos seus visitantes para uma pausa nos afazeres. Suspendemos, por isso,  a  actualização diária,  a partir do  fim de semana. 

Quando retomarmos a actualização  das nossas páginas, no inicio de Setembro, contamos com a renovação do interesse dos Associados do Clube e dos milhares de outros frequentadores regulares,  que nos acompanham  em número crescente e que  se revêem neste espaço, formatado no rigor e na independência em que todos nos reconhecemos,  como  valor matricial do Clube, desde a sua fundação,  há quase meio século.   


ver mais >
Opinião
Os jornalistas e os incêndios
Francisco Sarsfield Cabral
Nos terríveis incêndios florestais de 2017 ouviram-se críticas à maneira sensacionalista como a comunicação social, ou parte dela, havia tratado essa tragédia. Julgo que, de facto, demasiadas vezes houve, então, uma exploração algo abusiva do que se estava a passar. As imagens televisivas de grandes fogos, sobretudo de noite, são muito atractivas. Mas podem induzir potenciais pirómanos a passarem à...
O descalabro do Grupo Global Media era uma questão de tempo. Alienada a sede patrimonial do Diário de Notícias  - o histórico edifício projectado por Pardal Monteiro, no topo da avenida da Liberdade, entregue sem preconceitos à gula imobiliária, perante a indiferença do Municipio e do Governo  - o plano inclinado ficou à vista.Se ao centenário DN foi destinado um comodato  nas Torres Lisboa,  ao Jornal de...
Um relatório recente sobre os princípios de actuação mais frequentes dos maiores publishers digitais dá algumas indicações que vale a pena ter em conta. O estudo “Digital Publishers Report”, divulgado pelo site Digiday, analisa as práticas de uma centena de editores e destaca alguns factores que, na sua opinião, permitem obter os melhores resultados. O estudo estima que as receitas provenientes de conteúdo digital...