Sexta-feira, 22 de Janeiro, 2021

Eventos

O Clube Português de Imprensa tem desenvolvido diversos eventos dos quais destacamos, os ciclos de jantares – debate, uma iniciativa conjunta realizada pelo Centro Nacional de Cultura, pelo Grémio Literário e pelo Clube Português de Imprensa. O prémio Helena Vaz da Silva é outra das actividades que o Clube Português de Imprensa desenvolve, em parceria com o centro Nacional de Cultura.

Jantares-debate

Os ciclos de jantares – debate são uma iniciativa conjunta do Clube Português de Imprensa, Centro Nacional de Cultura e Grémio Literário, organizados desde 2011 e subordinados a diferentes temas, com o contributo de algumas das mais destacadas personalidades da vida portuguesa.
Saiba mais

Prémio Europeu Helena Vaz da Silva

O Prémio Helena Vaz da Silva será atribuído anualmente a um cidadão europeu que, ao longo da sua carreira, se tenha distinguido pela sua actividade de divulgação, defesa e promoção do Património Cultural Europeu
Saiba mais


Connosco
Onde se defende a regionalização mediática no Brasil Ver galeria

Na década de 1980, um grupo de colaboradores dos “media” brasileiros fez aprovar uma lei para a regionalização da produção jornalística, educativa e cultural, recordou Chico Sant’Anna num artigo publicado no “Observatório da Imprensa”, associação com a qual o CPI mantém um acordo de parceria.

Contudo -- segundo recordou o autor -- este documento nunca foi aplicado. Assim, as grandes operadoras brasileiras passaram a produzir uma “grelha” de conteúdos uniformes, focada nos grandes polos económicos do país, e omitindo a diversidade cultural dos diversos Estados.

Agora, a realidade pode estar prestes a mudar, por iniciativa do Conselho Administrativo de Defesa Económica – Cade.

O Cade -- órgão vinculado ao ministério da Justiça -- realizou, recentemente, uma análise às “condutas anticompetitivas" do sector mediático.

A conclusão foi de que a estruturação dos “media” em redes nacionais é algo “negativo”, porque “limita a variedade de conteúdo, sendo transmitida menos programação do que existiria, se cada geradora fosse directamente responsável pelos [seus] produtos audiovisuais”.

Além disso, uma maior pluralidade na produção de conteúdos geraria mais emprego, faria as receitas da indústria cultural circularem e abriria oportunidades para profissionais que não migraram para os polos de produção.

A regionalização da produção cultural e mediática facilitaria, igualmente, a representação de todos os cidadãos brasileiros, promovendo, ainda, talentos de todos os cantos do país.

Os "media" tradicionais confrontados com a tecnologia quântica Ver galeria
A tecnologia quântica está a crescer a um passo acelerado, o que vai modificar o “modus operandi” de muitos sectores de actividade, afirmou Miguel Ormaetxea num artigo publicado no “site” “Media-Tics”.
De acordo com o autor, está, assim, a tornar-se importante que os “media” informem os cidadãos sobre as potenciais mudanças que serão impulsionadas pela supremacia quântica.
A chamada supremacia quântica é a capacidade potencial dos dispositivos informáticos quânticos, para resolver problemas que os computadores clássicos dificilmente conseguem solucionar.
A 20 de Setembro de 2019, o "Financial Times" publicou uma peça intitulada “Google afirma ter alcançado uma supremacia quântica". A 23 de Outubro do mesmo ano, a revista "Nature" corroborou, oficialmente, esta importante notícia.
Contudo, este tópico tem sido omitido por muitos outros “media” tradicionais.
É importante notar, entretanto, que, de acordo com a Google, o processador supra mencionado diminui, exponencialmente, a velocidade da realização de um cálculo  -- de 10 mil anos, para 3 minutos e 20 segundos.
Além disso, outras empresas tecnológicas, como Microsoft, IBM, estão a preparar, igualmente, grandes avanços na computação quântica.
Isto sem contar com a China, que mantém o programa de computação quântica em relativo sigilo.
 
Agenda
27
Jan
Investigação e Escrita de Não-ficção
11:00 @ Cenjor -- Sessões síncronas "online"
01
Fev
Iniciação à Fotografia
10:00 @ Cenjor
23
Fev
Westminster Forum Projects: O futuro da BBC
10:00 @ Conferência "online"
28
Set
World News Media Congress
09:00 @ Taipei, Taiwan