null, 25 de Junho, 2017
Media

Estudo nos EUA revela quais são as tendências prévias à assinatura de publicações

Os modelos possíveis de assinatura da Imprensa, em particular em suporte digital, constituem uma das matérias que têm dividido os editores.

A questão que se coloca e que foi objecto de um estudo realizado por uma plataforma de instituições americanas, entre as quais o  American Press Institute, é quais são as motivações de quem está disposto a pagar por uma assinatura.

Como refere o site electrónico da AEDEAsociación de Editores de Diarios Españoles, decerto, muitos jornalistas já se interrogaram alguma vez sobre isso.

A resposta, porém, não é das mais fáceis e representa uma das chaves para o futuro do jornalismo. A sua importância pode, aliás, medir-se através do estudo em causa - The Media Insight Project -, cuja metodologia assentou, primeiro, numa análise qualitativa.

O inquérito abrangeu todo o território envolvendo a amostra 2.199 adultos americanos, realizado entre 16 de Fevereiro e 20 de Março de 2017.

Os resultados indicaram que mais de metade dos adultos americanos (53%) subscreveram algum canal de noticias; e, aproximadamente, metade desse segmento elegeu um jornal.

Há ainda um dado muito revelador, que contrasta com o que estamos habituados a ouvir sobre a população jovem. Entre os adultos que não completaram os 35 anos, quase quatro em cada 10 paga para estar informado.

As razões apontadas para assinar uma publicação noticiosa são, resumidamente, as seguintes:

- a cobertura destacada de um tema específico por uma determinada publicação;

- amigos e família que são subscritores dessa publicação;

- descontos e promoções.

 

Entre os jovens, segundo o mesmo estudo, a motivação mais frequente para a assinatura de um jornal, consiste em poder apoiar a missão de organizações ou empresas jornalisticas.

Muitos deles, contudo, indicam como motivação mais frequente para a assinatura, o facto de terem descoberto uma nova fonte de informação, através das redes sociais.

Em geral, nota-se um desejo de serem cidadãos informados e responsáveis.

Claro que, há sempre muitos assinantes que o são, devido à incidência do seu interesse num tema tratado com profundidade e excelência.

Finalmente, o mesmo estudo revela que dois em 10 inquiridos admitem vir a ser assinantes de algum meio informativo no futuro.

 

Leia aqui na íntegra estudo sobre Paying for news: Why people subscribe and what it says about the future of journalism

 

Connosco
Dirigentes europeus intimam redes sociais a envolverem-se na luta contra o extremismo online Ver galeria
Portugueses entre os europeus que mais confiam nas notícias Ver galeria

Portugal aparece no segundo lugar entre os países europeus, logo a seguir à Finlândia, no índice de confiança nas notícias (ficando o Brasil entre os dois). A Finlândia atinge os 62%, Portugal chega aos 58%, e os países mais em baixo, Grécia e Coreia do Sul, ficam nos 23%. Estes são alguns números do Digital News Report 2017 do Reuters Institute, que sublinha no texto de sumário que “a revolução digital está cheia de contradições e excepções” e que as diferenças para cada país podem ser procuradas nas páginas que lhes são dedicadas, no desenvolvimento do relatório.

O Clube

 
O Prémio de Jornalismo da Lusofonia é a nova iniciativa promovida pelo Clube Português de Imprensa (CPI) em parceria com o Jornal Tribuna de Macau (JTM), no quadro das comorações que assinalam o 35º aniversário daquele diário de língua portuguesa em Macau.

Com o valor de 10 mil euros e periodicidade anual, o Prémio será atribuído por um Júri constituído por representantes do CPI, do JTM e por personalidades de reconhecido mérito na área do jornalismo ou que se tenham distinguido na defesa, divulgação ou ensino da Língua Portuguesa no Mundo.

Trata-se, pois, de um novo Prémio que, de acordo com o respectivo Regulamento (que inserimos noutro espaço deste site) se destina “a jornalistas e à Imprensa de Língua Portuguesa de todo o Mundo, em suporte papel ou digital”. 


ver mais >
Opinião
Dados os muitos terabytes de prosa – sólidamente negativa – com que os media globais saudaram a decisão do presidente Trump, anunciada em discurso na Casa Branca no passado dia 1 de Junho, de retirar os EUA. do Acordo de Paris, seria de esperar uma cobertura exaustiva do tema, ou seja, que nenhum aspecto ou complexidade dessa terrível ameaça para a saúde do planeta escapasse à atenção dos “opinion leaders”, em...
Trump, Macron e a comunicação social
Francisco Sarsfield Cabral

O Presidente Trump está em guerra aberta com a comunicação social americana. E esta, na sua grande maioria, não gosta de Trump. Vários presidentes anteriores foram muito criticados pela Imprensa dos EUA – Reagan, por exemplo. Mas o grau de hostilidade que agora existe entre a Casa Branca e os jornalistas é de nível excepcionalmente alto.

Há dias um jornalista que foi director de um  antigo jornal de referência, em acelerado processo de definhamento, interrogava-se sobre o futuro próximo da Imprensa em suporte de papel e profetizava , sem mencionar, que um dos diários nacionais “terá de tomar a traumática – talvez acertada, certamente inevitável -- decisão de fechar as edições em papel durante a semana, mantendo apenas as edições...
Num livro colectivo acabado de publicar, simultaneamente, em treze línguas e em dezenas de países espalhados pelo mundo inteiro, cuja versão francesa se intitula, significativamente, L’âge de la Régression: Pourquoi nous vivons un tournant historique[1], Appadurai disserta sobre o «sentimento de cansaço» que, na sua opinião domina a esfera pública. Sentimento de cansaço relativamente à forma de fazer...
Fim de semana alucinante, sábado épico, jornada inédita. Muito se tem chamado a este 13 de maio, dia de Fátima, do Santo Padre, do anjo Vitória e do arcanjo Sobral. As notícias, as reportagens, os diretos. O frenesim tem sido imenso. Aliás já começou há uns dias. Amanhã, depois do nascer do sol, era bom que houvesse alguma reflexão sobre o que se passou. Será que tanta agitação na...
Agenda
11
Jul
Exposição de Jornais Centenários em Bruxelas
09:00 @ Parlamento Europeu, Bruxelas
12
Jul
Curso de Verão “Jornalismo de Investigação”
09:00 @ Universidade Internacional Menéndez Pelayo, Santander
13
Jul
Westminster Media Forum
09:00 @ Central London, Londres
27
Jul
Festival de Jornalismos de Verão
09:00 @ Couthures, França