Segunda-feira, 25 de Junho, 2018
<
>
O Clube
O CPI – Clube Português de Imprensa voltou a participar no Prémio  Europeu Helena Vaz da Silva para a Divulgação do Património Cultural 2018,  instituído em 2013 pelo Centro Nacional de Cultura,  em cooperação com a Europa Nostra, a principal organização europeia de defesa do património,  que o CNC representa em Portugal.   O Prémio foi atribuído, este ano,  à...

ver mais >
Opinião
Ao ler no centenário “Diário de Noticias” a noticia da extinção formal da sua edição em papel, de Segunda–Feira a Sábado , a partir de Julho, fica a saber-se que o seu actual director, o  jornalista Ferreira Fernandes, entrou em “oito cafés(…) a caminho do cinema S. Jorge onde decorreu a apresentação do novo jornal” e só “contou três pessoas a ler o jornal em...
O optimismo de Centeno
Luís Queirós
"A economia da zona Euro cresce há 20 trimestres consecutivos", disse Mário Centeno no Grémio Literário, na palestra, proferida no passado dia 22 de Maio passado, integrada no ciclo que ali decorre subordinado ao tema  "O estado do Estado: Estado, Sociedade, Opções", uma iniciativa do Clube de Imprensa, em parceria com o Centro Nacional de Cultura e com o Grémio Literário. O Ministro das Finanças de Portugal e presidente do...
Em meados do séc. XVIII, os parisienses que quisessem manter-se “au courant” àcerca do andamento da Guerra dos Sete Anos (iniciada em 1756) não tinham muitas escolhas. Se fizessem parte, dentre os 600 mil habitantes da capital francesa, da minoria que sabia ler – menos de metade dos homens e uma quarta parte das mulheres – e também estivessem entre os poucos privilegiados que podiam dar-se ao luxo de comprar um jornal, tinham três...
Jornalistas assassinados na UE
Francisco Sarsfield Cabral
A 3 de Maio celebra-se o Dia Mundial da Liberdade de Imprensa. A ideia de uma organização, patrocinada pela Unesco, para defender a liberdade de informação partiu de um grupo de jornalistas independentes em 1976.O encontro deste ano, no Ghana, dará especial atenção à independência do sistema judicial e à importância de assegurar que serão legalmente investigados e condenados crimes contra jornalistas. Foi,...
Para Joana Marques Vidal, todo o seu mérito se resume a “ter impresso a uma pesada máquina em movimento um novo funcionamento”, mais “eficaz, mais oleado, mais interdependente entre as várias equipas especializadas, e mais responsabilizado e onde deixa transparecer uma grande proximidade entre a hierarquia e as várias instâncias envolvidas. Joana Marques Vidal nunca recebeu telefonemas de Rui Rio, ao contrário do seu antecessor. Mas...
Breves
Instagram continua a crescer

O Instagram continua a aumentar as suas potencialidades. O recente lançamento do IGTV, uma plataforma de vídeos em formato vertical que podem durar até uma hora, vem fazer concorrência ao Youtube, líder indiscutível no mercado de vídeo.

O Instagram, que já supera os mil milhões de utilizadores, dá agora aos seus subscritores a possibilidade de fazer videoconferências entre diversos utilizadores.

João Pina lança novo livro

No próximo dia 29, o repórter fotográfico João Pina apresenta, na sala Bernardo Sassetti do teatro municipal São Luiz, em Lisboa, a sua obra mais recente, intitulada 46750. Após a apresentação do novo livro de João Pina realiza-se um debate subordinado ao tema "Fotografia, sociedade e violência", no qual participa Christiane Jatahy, realizadora de cinema, encenadora e dramaturga, o historiador Pedro Cardim e Emília Tavares, historiadora de fotografia e curadora no Museu Nacional de Arte Contemporânea/Museu do Chiado.

Candidaturas a fundos do PE

Está aberto o período de pré-candidaturas para as subvenções do Parlamento Europeu (PE) para 2019, destinadas a co-financiar programas ou projectos nas áreas da televisão, rádio e online. Os projectos devem promover o conhecimento do PE e da sua actividade legislativa. O co-financiamento pode chegar aos 60 por cento de custos dos programas. Esta ronda da primeira fase, cujo prazo termina a 20 de Agosto de 2018, destina-se ao estabelecimento de uma parceria com o Parlamento Europeu, passo imprescindível para a posterior apresentação dos projectos a co-financiamento. A abertura do concurso está prevista para 1 de Setembro. Apenas os meios que tenham sido aceites como parceiros do PE poderão apresentar posteriormente os seus projectos a co-financiamento.

Jornais em papel no Reino Unido

A circulação de jornais em papel do Reino Unido continua a cair. Os números do auditor ABC confirmam que o diário com maior circulação Metro, superou ligeiramente o The Sun. A baixa foi apenas de 0,24%, a menor comparando com os outros títulos ingleses. O tabloide The Sun, o jornal pago com maior circulação caiu 6,49%. Por outro lado, a sua edição web subiu 11,68%. O terceiro periódico no ranking da circulação é The Daily Mail, cuja descida se deve em grande parte ao facto de que o diário deixou de vender outros produtos em Janeiro. A maior descida, no entanto, é a do The Telegrapf , que acabou com as vendas a granel no inicio deste ano.

O salário de jornalistas digitais

Em 2017 o meio digital que mais pagou aos jornalistas foi o Twitter . Com cerca de 3.300 colaboradores o Twitter gastou cerca de 722 mil dólares num ano. De seguida, o icónico The New York Times, que é o jornal que tem mais empregados, pagou cerca de 443 mil dólares. Outros dados divulgados pelo portal de estatísticas Statista, mostram o Snapchat em quarto lugar, com 268.500 dólares e 3.069 empregados, Axios, em sétimo lugar, com 157.900 dólares e 95 empregados ou o Cheddar em décimo lugar com 102.800 dólares e 107 jornalistas. Esta tabela pode ser consultada aqui.

Agenda
25
Jun
Oficina de Reportagem
09:00 @ Cenjor,Lisboa
25
Jun
Women in Industry Forum
09:00 @ San Diego,EUA
26
Jun
VI Congresso Internacional da AE-IC “Comunicação e Conhecimento”.
09:00 @ Universidade de Salamanca, Salamanca, Espanha
26
Jun
BroadcastAsia
09:00 @ Suntec,Singapura
02
Jul
Connosco
Galeria

A historiadora britânica Bettany Hughes, também editora e apresentadora de programas de televisão e rádio, é a vencedora do Prémio Europeu Helena Vaz da Silva para a Divulgação do Património Cultural 2018, segundo foi anunciado pelo respectivo júri. A escolha “tem por objectivo homenagear a personalidade excepcional de Hughes, demonstrada repetidamente na sua maneira de comunicar o passado de forma popular e entusiasmante”, tendo ainda em conta a necessidade “vital de construir uma visão da nossa identidade multifacetada”, numa era de nacionalismos e populismos, como se lê na declaração agora divulgada. A cerimónia de entrega do Prémio realiza-se no dia 15 de Novembro deste ano na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa.

Galeria

No início do ano, a Xinhua, maior agência noticiosa estatal da China, divulgou o desenvolvimento de aplicação da ‘inteligência artificial’ para construir “um novo tipo de redacção, baseada na tecnologia de informação e utilizando colaboração entre o homem e a máquina”. Estava então a equipar-se com a plataforma Media Brain, que aplica a parafernália corrente designada por IA (inteligência artificial), Internet das coisas, big data e cloud computing a todas as fases da produção de notícias, desde a criação dos leads à agregação, edição, distribuição e análise de feedback.

Agora anunciou um update ao Media Brain, que vai usar MGC – machine generated content  para uma produção noticiosa de alta velocidade, que pode criar um vídeo de modo automático em cerca de dez segundos. O presidente da Xinhua, Cai Mingzaho, disse que a agência usará a IA para criar uma “informação individualizada e personalizada” que pode tomar muitas formas, desde portais noticiosos personalizados até títulos e artigos ajustados para leitores individuais  -  “e, provavelmente, para propaganda”. A informação é de um artigo de Kelsey Ables, assistente editorial na Columbia Journalism Review.
Galeria

A profissão de jornalista está no topo das cinco piores para um jovem arranjar o seu primeiro emprego, em França. Os dados vêm do site Qapa, de procura de trabalho, e são reproduzidos por vários jornais: Le Figaro Étudiant põe em título “As cinco profissões para ter a certeza de ficar no desemprego”: são elas Jornalista – Documentalista – Bancário – Tipógrafo – Artista. A Comissão francesa da Carteira Profissional de Jornalista declara que o número de títulos entregues continua a baixar, desde 2012.

Galeria

A facilidade com que se propaga a desinformação nas redes sociais tem vindo a ser objecto de estudo, para identificar as suas causas e propor um antídoto eficaz. O simples facto de os conteúdos de fraca qualidade se espalharem tão depressa sugere que, tanto as pessoas como os algoritmos na estrutura das plataformas, são vulneráveis à manipulação. Dois investigadores na Universidade de Indiana, nos Estados Unidos, procuraram identificar três tipos dominantes de preconceito, ou tendenciosismo, e os seus espaços de actuação, para desenvolverem depois as ferramentas tecnológicas indicadas para tornar as pessoas conscientes desses perigos e agirem em conformidade. 

Galeria

A nova directiva europeia sobre os Direitos de Autor no Mercado Único Digital não está ainda em vigor, mas o seu projecto, agora aprovado pelo comité do Parlamento Europeu para os Assuntos Europeus, é suficiente para dar uma ideia do que vai mudar, e das suas consequências. A questão de fundo é a da liberdade com que as grandes plataformas dispõem dos chamados “conteúdos” (imagens, músicas ou textos), organizando e lucrando com a respectiva distribuição, sem que os seus autores sejam reconhecidos ou remunerados. Mas sobre os modos de pôr termo a este abuso há um debate intenso sobre a questão de saber se as soluções propostas são justas ou contraproducentes. O Artigo 13º, sobre a uniformização do estatuto das plataformas digitais e de agregadores de conteúdos, já foi alcunhado de “Máquina de Censura”. E o Artigo 11º é referido como a “Taxa do Link”.

Galeria

Os últimos anos têm revelado um lento declínio na satisfação pelas suas condições de trabalho, tal como é sentido pelos profissionais da comunicação social, na Europa, mas Portugal é este ano o país mais afectado. Segundo os dados do European Communication Monitor, Portugal está no topo do registo de stress profissional, com 43,1%, seguido pela França, com 36,8%, pela Áustria, com 35,2%, e pelo Reino Unido, com 34,5%. Cerca de 28% dos jornalistas entrevistados têm sérios problemas de stress, que admitem não conseguir controlar.

A respeito da desinformação, 22,5% de organizações europeias de todos os tipos reconhecem que foram afectadas por fake news  - sobretudo as organizações do sector público, administrações e entidades políticas; mas só 12% admitem que já adoptaram procedimentos de identificação destas ameaças.

Os números são do relatório anual do European Communication Monitor, baseado numa consulta a cerca de 3.100 profissionais da comunicação de 48 países europeus.

Galeria

A utilização das redes sociais como fonte de notícias está a abrandar, ou mesmo a cair em vários países, depois de anos de crescimento contínuo. Este desenvolvimento é coerente com o facto de muitas empresas de media estarem a investir na melhoria da qualidade dos seus conteúdos e no acesso por assinaturas pagas. As grandes questões que preocupam os leitores continuam a ser as da verdade ou desinformação a que são expostos. Esta preocupação é maior em países como o Brasil (85%), a Espanha (69%) e os EUA (64%), “onde situações políticas polarizadas se combinam com elevado uso das redes sociais”. O nivel médio de confiança nas notícias mantém-se estável nos 44%, considerados todos os países. São estas as tendências destacadas na apresentação do Digital News Report 2018, elaborado pelo Instituto Reuters e agora disponível.

Galeria

A Imprensa regional tem uma natureza muito própria. Mesmo sabendo que muitos destes jornais são enviados para assinantes que residem fora da localidade onde são editados, podemos admitir que os seus leitores, “ainda que residindo fora do concelho, encontram nas publicações de cariz regional a melhor forma de se poderem informar sobre as suas regiões e localidades.”

Isto permite explicar o motivo de as publicações de cariz regional/local “terem um volume de circulação impressa paga que tem diminuído consideravelmente menos do que o registado para a Imprensa de âmbito nacional, que sofre perdas significativas em vendas, tiragens, audiências, e até no número de páginas online consultadas que são afectas aos grupos de comunicação.”

É esta a abordagem introdutória do mais recente relatório do OberCom  - Observatório da Comunicação, sobre os jornais regionais e os seus perfis de utilização.

O que há de novo

O Jornal de Notícias regista uma audiência média de 10%, segundo os números do Bareme Imprensa da Marktest, relativo à primeira vaga de 2018, o que significa uma subida de seis pontos percentuais em relação ao período homólogo, de 2017, e de quatro pontos em relação à vaga imediatamente anterior. Este crescimento aproxima-o do líder, que continua a ser o Correio da Manhã, com uma audiência média de 11,3% (valor que representa uma quebra face aos 11,8% da vaga homóloga, mas mantém os números da vaga anterior).

Galeria

Avaliar as “mutações contemporâneas do ecossistema mediático” à luz de um debate sobre os desafios profundos que nos colocam é o objecto de um Congresso Internacional a realizar, em Novembro, na Universidade de Coimbra, intitulado “Ética e deontologia do jornalismo no espaço lusófono – Pactos globais pela qualidade da Informação”.
É integrado no ciclo comemorativo do vigésimo aniversário do CEIS 20  - Centro de Estudos Interdisciplinares do Século XX, da mesma Universidade, que assume a sua organização, tendo como parceiro o ObjEthos  - Observatório da Ética Jornalística do Brasil.

Galeria

O jornalismo está hoje ameaçado por dois fenómenos diferentes, mas que concorrem neste efeito comum  - “o jornalismo grátis e a desinformação”, e ambos têm de ser combatidos.
“Se os cidadãos não compreenderem que têm de pagar para receber uma informação de qualidade, estaremos mortos, não só como jornalistas, mas também como cidadãos.”
Foi esta a reflexão inicial de Victoria Prego, presidente da Asociación de la Prensa de Madrid, na cerimónia de entrega dos Prémios APM 2017, realizada no Parque del Retiro de Madrid.

Galeria

Concluída a aquisição da Time Warner pela AT&T, nos EUA, a operadora de telecomunicações começou por alterar o seu nome para WarnerMedia. Nos termos de um comunicado interno a que a agência Bloomberg teve acesso, o motivo para esta mudança é a necessidade de “colocar um ponto final na confusão que leva as pessoas a não distinguirem a Time Warner, empresa de media, da outra Time Warner, a antiga empresa de televisão” por cabo.
No entanto, John Stankey, o executivo da AT&T que passa agora a estar à frente da WarnerMedia, admite que “essa confusão não vai desaparecer tão cedo”.

Galeria

Quase um ano depois de ter sido anunciado, em Madrid e em Lisboa, pela Prisa e pela Altice em Portugal, foi agora cancelado o acordo pelo qual esta iria comprar a Media Capital, por um valor de 440 milhões de euros. A TVI  - principal activo cobiçado e também principal fonte das reservas colocadas pela Autoridade da Concorrência -  noticiou que o grupo espanhol tinha decidido não esperar mais pela decisão do regulador e anulava o acordo.

Este grupo já comunicou à CMVM “o término do contrato de compra e venda assinado entre a Prisa e a filial da Altice, Meo, relativo à transmissão da totalidade da participação que a Prisa tem” na Media Capital. Por sua vez, também a Altice comunicou à CMVM que, apesar dos seus “melhores esforços no sentido de obter uma decisão final favorável das autoridades regulatórias” estas “não emitiram as decisões necessárias à concretização da transacção”.

Galeria
O antigo director de informação da RTP e da SIC Notícias, Nuno Santos, vai dirigir o projecto “11”, plataforma de conteúdos que a Federação Portuguesa de Futebol (FPF) lançará em Março de 2019, incluindo um canal de televisão. De acordo com o jornal Público, o projecto da FPF pretende alcançar quatro milhões de lares. A Federação pretende que seja uma plataforma relevante no panorama audiovisual português, focando-se no futebol e contrabalançando a análise extensiva de "casos" feita por outros canais. Haverá uma aposta nos directos e na interacção, feita através das redes sociais, e não está afastada a hipótese de o canal concorrer no mercado dos direitos de transmissão de campeonatos.
Galeria

O Edifício Impresa, em Paço de Arcos, foi alienado ao Novo Banco numa operação que permitirá ao grupo Impresa pagar o empréstimo obrigacionista que vence no próximo mês de Novembro  - e financiar, além disso, a obra de expansão do mesmo edifício. Este “foi tomado em locação financeira pela Impresa, por um período de 10 anos”, sendo que “o montante envolvido na operação foi de 24,2 milhões de euros”, conforme o texto do comunicado enviado pela empresa à CMVM.

Galeria

Depois de perder a sede histórica na avenida da Liberdade, o Diário de Noticias vai perder a edição em papel, de Segunda-Feira a Sábado, a partir de domingo dia 1 de Julho. A noticia é confirmada pela directora exectuvia do jornal, Catarina Carvalho, segundo o site electrónico Meios & Publicidade. Com uma circulação já residual em papel, que não ultrapassa os 5 mil exemplares, o centenário DN vai recolher ao digital, numa posição de extrema fragilidade.

Galeria
ver mais >